O contrato do nosso plano de saúde vencerá no próximo dia 31 de julho, e o reajuste inicial pedido pela Amil foi de 18%, referente à inflação médica acumulada no período (Variação do Custo Médico Hospitalar – VCMH/IESS). Todavia, com a política de congelamento praticada pela direção da Caesb, tal reajuste poderia chegar a cerca de 40% para a categoria.

Em discussões na Fundiágua, o Sindicato defendeu a posição divulgada nas assembleias gerais: a decisão deve ser sempre dos trabalhadores, principalmente por conta das dificuldades financeiras enfrentadas por eles, e com a participação dos representantes eleitos, para que informem e esclareçam a atual situação do plano de saúde. Em contrapartida, deve-se considerar a baixa sinistralidade (relação entre Custos e Receitas do Plano de Saúde Amil), tendo como resultado direto a estabilidade e o controle da apólice, fato que não justifica aumento.

Também questionamos a morosidade da Fundiágua em iniciar tardiamente as negociações com a Amil, deixando novamente para tratar do assunto às vésperas do encerramento da vigência da apólice – sendo que isso poderia ter ocorrido desde janeiro deste ano. Não foram feitas as cotações para subsidiar as negociações de renovação ou não do plano de saúde junto à Amil.

Reajuste de 2%

Assim, como resultado das negociações, a proposta inicial de reajuste da Amil (18%) caiu em um primeiro momento para 14%, depois para 3%, e posteriormente para 2%, com validade desta proposta até o próximo dia 8/06. Tudo isso ocorreu porque o Sindágua defendeu na comissão assistencial seu posicionamento a favor da denúncia do contrato do plano de saúde, fato que trouxe ganhos significativos na negociação e resultou na atual proposta de 2%, o que evidencia que a luta do Sindicato por reajuste ZERO estava correta.

A posição do Sindicato encontrou forte resistência na Fundiágua. A presidente da Fundação, indicada por Luduvice, disse que o Sindicato estava “atrapalhando” as negociações, e que as decisões poderiam ser tomadas sem a participação dos trabalhadores, cabendo à Fundiágua o “ônus” da decisão. E, em reunião do Conselho Deliberativo, chegou a defender expressamente que a fundação entregue para a Caesb a gestão de todos os planos assistenciais (Saúde, Odontológico e Farmácia), mesmo que isso implique graves riscos de exclusão dos aposentados e dos próprios benefícios.

Consequentemente, a direção da Caesb insiste no fim da contribuição indireta (subsídio) paga aos empregados aposentados que foram desligados na Companhia. A Empresa tem feito isso por meio do congelamento de sua participação financeira no plano de saúde. Em 2017, por exemplo, embora a Amil tenha solicitado reajuste de 9%, todos nós sofremos reajuste bem maior – de 22% –, por causa desta política de congelamento praticada pela direção da Empresa.

A posição do Sindágua de cobrar cotações no mercado também foi importante para a redução do reajuste, embora a Fundiágua não tenha feito o processo de cotação. Ressalta-se que o percentual de 2% proposto pela Amil deve ficar próximo de 5% para os trabalhadores, em razão do congelamento praticado pela Caesb. Mais uma vez os trabalhadores serão punidos, pois nosso reajuste salarial foi de apenas 1,25%.

Esclarecemos que as discussões acerca do Contrato de Gestão entre a Caesb e a Fundiágua estão em andamento, e que no Acordo Coletivo deste ano a Caesb se comprometeu a tratar a questão do plano de saúde em comissão, desde que oficializada pela Fundiágua. Por fim, entendemos ser fundamental que a Fundação convoque reunião com os trabalhadores, bem como a participação dos eleitos para tratar das negociações com a Amil conduzidas neste ano.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s